noticias Seja bem vindo ao nosso site Vida Nova FM !

Brasil

Haddad queima Dilma ao falar que últimos 10 anos foram difíceis

Ao apresentar a nova regra fiscal, ministro Fernando Haddad disse que os últimos 10 anos, que incluem o governo Dilma, foram muito difíceis

Publicada em 30/03/23 às 13:32h

Vida Nova FM


Compartilhe
Compartilhar a noticia Haddad queima Dilma ao falar que últimos 10 anos foram difíceis  Compartilhar a noticia Haddad queima Dilma ao falar que últimos 10 anos foram difíceis  Compartilhar a noticia Haddad queima Dilma ao falar que últimos 10 anos foram difíceis

Link da Notícia:

Haddad queima Dilma ao falar que últimos 10 anos foram difíceis
Sem citar nominalmente Dilma Rousseff (PT), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que os últimos 10 foram “muito difíceis” para o país em termos econômicos. A fala foi proferida nesta quinta-feira (30/3), durante a apresentação do nova arcabouço fiscal, proposta do governo Lula (PT) para substituir o teto de gastos.
Ao ser questionado sobre prazo para aprovação da medida, o ministro se limitou a dizer que vê o Congresso Nacional “realisticamente otimista”.

“Quem você conversa, da oposição e da situação, todo mundo fala: ‘Nós precisamos aprovar a nova regra fiscal e a reforma tributária’. E eu ouço de muitos parlamentares da oposição: ‘Isso não é governo, é o Estado brasileiro que está em jogo’”, prosseguiu ele.
“O que eu noto ali é um desejo de, a partir dessa aprovação dessas duas importantes medidas (nova regra fiscal e reforma tributária), que Brasil possa viver um tempo melhor do que a última década. Os últimos 10 anos foram muito difíceis para este país. Eu penso que nós temos toda a condição de desenhar um horizonte de possibilidades muito mais generosas do que a gente tem observado até aqui”, prosseguiu ele.
A ex-presidente Dilma governou o país entre 2011 e 2014, quando foi reeleita. O segundo mandato, no entanto, não foi concluído porque a petista sofreu impeachment em 2016.
Em 2024, o governo estabeleceu como meta zerar o déficit primário das contas públicas. Para 2025, terceiro ano de mandato de Lula, o objetivo será de superávit de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB). Já em 2026, a meta será de 1% do PIB.

FONTE: METROPOLES



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 67 9 9907-1049

Visitas: 3998621
Copyright (c) 2024 - Vida Nova FM - Associação Comunitária de Comunicação Social de Deodápolis
Converse conosco pelo Whatsapp!