Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020
DEODÁPOLIS:

Morador de Deodápolis é preso por pesca predatória e porte ilegal de arma

Publicada em 29/06/20 às 07:21h

por Vida Nova FM


Compartilhe
   

Link da Notícia:

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Dourados prendeu dois por pesca predatória e porte ilegal de arma e apreende armas, munições, pescado, barcos, motores e petrechos ilegais de pesca.

Durante fiscalização ambiental fluvial no Rio Brilhante, policiais militares ambientais de Dourados prenderam dois homens por pesca predatória e porte ilegal de arma. Uma das equipes foi abordar ontem (27) à tarde, uma embarcação atracada à margem do rio, no município de Deodápolis, quando o pescador começou a lançar peixes ao rio.

Efetuada a abordagem, ainda havia dois peixes da espécie armal e mandi mortos. Em busca na embarcação a equipe encontrou um revólver calibre 32 e cinco munições, para os quais o infrator não possuía documentação. No local onde o homem estava acampado também foram encontrados: uma tarrafa, uma fisga (petrechos Proibidos) e um viveiro que é utilizado para colocar dentro do rio com peixes capturados.

O infrator de 34 anos residente em Deodápolis, afirmou que os materiais de pesca do acampamento não lhes pertenciam. Foram apreendidos dois peixes, o barco, o motor de popa com tanque, os petrechos de pesca, a arma e munições e um molinete com vara utilizado pelo infrator. A PMA efetuou um auto de infração e arbitrou de R$ 1 mil contra o pescador, por pesca acima da cota permitida, que é de um exemplar apenas.

Na madrugada deste sábado (27), no mesmo rio, no município de rio Brilhante, outra equipe prendeu um homem de 42 anos, também por pesca predatória e por porte ilegal de arma. Ele estava em uma embarcação atracada à margem do rio e no acampamento dele foram encontradas duas redes de pesca, duas tarrafas em uma fisga (petrechos proibidos) pertencentes ao infrator, bem como cinco exemplares de peixes da espécie curimbatá e um piau-três-pintas.

Os peixes estavam acima da cota permitida e um dos exemplares de curimbatá media 30 centímetros, quando o tamanho mínimo de captura é de 38 centímetros. No acampamento ainda foi encontrado rifle calibre 38 com seis munições, que não possuía documentação. Os petrechos ilegais, o barco, o motor de popa com tanque e 10 molinetes com varas foram apreendidos. O infrator, residente em Rio Brilhante foi autuado administrativamente e multado em R$ 3.080,00.

Ambos os pescadores receberam voz de prisão e foram conduzidos respectivamente às delegacias de Polícia Civil de Deodápolis e Rio Brilhante, juntamente com os materiais apreendidos com cada um, onde eles foram autuados em flagrante, por crime ambiental de pesca predatória, com pena de um a três anos de detenção e pelo crime de porte ilegal de arma de fogo cuja pena prevista é de dois a seis anos de reclusão.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 67 9 9907-1049

Copyright (c) 2020 - Vida Nova FM - Associação Comunitária de Comunicação Social de Deodápolis